Livro Fastos da ditadura militar CAPA DURA - PRÉ-VENDA

R$ 60,00
ou 6 x R$ 11,07
. Comprar  

PRÉ-VENDA ATÉ O DIA 31/07
ENVIOS À PARTIR DO DA SEMANA DO DIA15/08

 

Todos os livros são vendidos e enviados pela editora RESTAURAÇÃO NACIONAL

Com o advento da ditadura militar no brasil; Eduardo prado não mediu esforços para, com ironia e seu grande talento de polemista, criticar o regime recém implantado. Entre os proclamadores da república, os mais recorrentes alvos do autor eram: Deodoro da Fonseca, Benjamim Constant e Rui Barbosa. 

Prado condenou com fervor o marechal golpista, Deodoro, principalmente por seu nepotismo, fraqueza e falta de palavra.
Sobre o “intelectual” Rui Barbosa, o autor aponta sua incompetência, ao propor uma política econômica que, à época, assustou o capital, criou insegurança nos homens de negócios e repercutiu negativamente nos meios financeiros internacionais.

Já ao ministro de meia-tigela Benjamin Constant Botelho de Magalhães, que, segundo Prado, conquistou glorias militares sem sequer sujar um botão do uniforme em uma batalha .

Assim como a gloriosa obra “A Ilusão Americana”, na qual denuncia os abusos norte-americanos contra a América Latina, é acima de tudo um testemunho fiel de um dos maiores escritores que já pisaram na terra de santa cruz,, Eduardo prado é acima de tudo, um verdadeiro brasileiro, um monarquista que testemunhou e escreveu fielmente sobre os acontecimentos de sua época.

A obra “Fastos da ditadura militar”, de 1890, reúne os cinco artigos publicados na “Revista de Portugal” entre os anos de 1889 e 1890 em Paris. Nos dois primeiros, Prado, condena o regime republicano recém imposto, nos três seguintes examina categoricamente os abusos e loucuras praticadas pelos golpistas e traidores de 15 de novembro. Esta obra é sem dúvida alguma, a Obra Prima de Eduardo prado, bem como o diagnóstico de um período sombrio na História.



Ficha técnica:
Série : Eduardo prado
Assuntos : Governo militar, Brasil 1889 | República, Brasil | Política e governo, Brasil, 1889
Responsabilidade : Frederico de S./ Eduardo prado
Editora: Restauração Nacional;
Formato: 15 x 21 cm;
Número de páginas: 160 páginas;
Gênero: literatura política;
Capa Dura;
Papel: Pólen 90g premium. 

• Prazo para postagem:
• Código do produto: 909406
• Quantidade mínima: 1
• Frete: grátis
Comentários
Veja também